Página Inicial   >   Notícias

18 anos de prisão Tribunal do Júri condena mulher que matou jovem em ritual de magia negra

O 5º Tribunal do Júri da Capital condenou, a mais de 18 anos de prisão, na madrugada desta quarta-feira (12), Tatiana de Jesus, acusada de matar a diarista Rozana da Silva Nascimento, de 17 anos, em suposto ritual de magia negra e sequestrar sua filha após o crime.

 

A vítima foi encontrada morta na Rodovia Anhanguera, em Perus, zona norte da capital, com vários cortes no rosto e nas pernas, além de uma vela preta na boca. Após ser interrogada, a ré confessou o assassinato.

 

Pronunciada, foi levada a júri popular pelo crime de homicídio triplamente qualificado e pelo sequestro da criança, que tinha apenas quatro meses de idade na data dos fatos.

 

Após votação dos quesitos, em que o Conselho de Sentença afirmou autoria e materialidade de ambos os crimes e reconheceu as qualificadoras, o juiz Sandro Rafael Barbosa Pacheco condenou-a a cumprir pena de 16 anos e quatro meses de reclusão pelo homicídio e de dois anos de reclusão pelo cárcere privado, totalizando 18 anos e quatro meses de reclusão em regime inicial fechado.

 

O magistrado determinou ainda a condução imediata de uma testemunha à autoridade policial para instauração de inquérito, a fim de averiguar eventual crime de falso testemunho cometido durante seu depoimento.

 

        Processo nº 583.52.2010.000273-2

 

        Comunicação Social TJSP

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br