Página Inicial   >   Notícias

DANO MORAL TJSP nega indenização a ex-jogador de futebol por suposta ofensa em programa humorístico

A 9ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo negou pedido de indenização por danos morais e materiais proposto por um ex-jogador de futebol contra uma emissora de televisão. O autor alegava que teria sido ofendido moralmente em programa humorístico que exibiu sua foto.

O quadro fez referência a características físicas do esportista. Ele afirmava que a suposta ofensa teria ocorrido em rede nacional e que seus filhos foram satirizados na escola. Pedia indenização no valor de R$ 293 mil.

O relator do recurso, desembargador Galdino Toledo Júnior, afirmou que a veiculação, em poucos segundos, da imagem do rosto do autor, dentro do contexto estritamente humorístico do programa, não desrespeitou o direito à inviolabilidade da vida privada assegurada na Constituição, uma vez que o autor era jogador de futebol profissional de notório conhecimento público. “A questão está mais para um mero dissabor experimentado pelo autor na havida brincadeira com seu nome e imagem, sendo alvo de gozação/brincadeira, porquanto, insuficiente para caracterizar a existência de dolo específico de causar a honra subjetiva”, concluiu.

Os magistrados Alexandre Alves Lazzarini e Mauro Conti Machado também participaram do julgamento e acompanharam o voto do relator.

 

        Apelação nº 0191424-16.2009.8.26.0100

 

        Comunicação Social TJSP – AG (texto)

 

Tags: Dano Moral

Comentários

© 2001-2017 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br