Página Inicial   >   Notícias

CONDENADO TJRJ mantém prisão preventiva de estelionatário judiciário

14/04/2014 por ASCOM/ TJRJ

 O desembargador Luiz Noronha Dantas, da 6ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro,  rejeitou pedido liminar para trancar a ação penal e manteve a prisão preventiva do  advogado Thiago David Fernandes.  Segundo denúncia do Ministério Público Estadual,  ele teria ajuizado inúmeras ações contra empresas utilizando procuração e comprovante de residência  falsos.

O advogado teve a prisão preventiva decretada pelo juízo da 25ª Vara Criminal da Capital, na última segunda-feira, dia 7. Na ocasião, também foi recebida a denúncia oferecida pelo MP. Ele responde pelos crimes de tentativa de estelionato, falsificação de documento e uso de documento falso.

De acordo com os autos, a fraude teria sido descoberta quando um dos autores do processo,  intimado pessoalmente, compareceu ao 2º Juizado Especial Cível da Capital e noticiou que desconhecia o advogado, que não tinha outorgado procuração e não reconhecia a assinatura lançada no documento que continha, inclusive, poderes especiais para fazer acordo, receber e dar quitação.

Em diligência realizada pela serventia, foi confirmado,por profissional grafotécnico,que a assinatura constante na procuração não condizia com a do autor. Também foi confirmado pela concessionária Oi que o comprovante de residência era falso, justificando, assim, a expedição de oficio pelo 2º Juizado Especial Cível ao Ministério Publico.

Processo nº 0115356-50.2014.8.19.0001

Tags: Advocacia

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br