Página Inicial   >   Notícias

Mensalão Revisor vota pela absolvição de João Paulo Cunha quanto a corrupção e peculato

23/08/2012 por ASCOM-STF

O ministro Ricardo Lewandowski, revisor da Ação Penal (AP) 470, encerrou a leitura parcial de seu voto no ponto em que analisa as acusações de corrupção passiva e peculato relativas a supostas irregularidades em contratos de publicidade da Câmara dos Deputados. O ministro conclui pela absolvição do ex-presidente da Câmara, deputado federal João Paulo Cunha.

O ministro Lewandowski divergiu, nesse ponto, do relator, ministro Joaquim Barbosa, que votou pela condenação de João Paulo Cunha nessas acusações.

Na sequência de seu voto, o revisor analisa a segunda acusação de peculato contra o ex-presidente da Câmara.

Tags: Mensalão

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br