Página Inicial   >   Notícias

Dossiê FHC Polícia Federal indicia ex-secretário de Controle Interno da Casa Civil

16/05/2008 por Agência Brasil
A Polícia Federal (PF) indiciou hoje (16) o ex-secretário de Controle Interno da Casa Civil José Aparecido Nunes por violação de sigilo funcional, crime previsto no artigo 325, parágrafo 2º do Código Penal, cuja pena vai de dois a seis anos de prisão. A informação é da assessoria de imprensa do órgão.

Na manhã de hoje, José Aparecido prestou depoimento durante duas horas e meia na Superintendência da Polícia Federal, em Brasília. Ele é o primeiro indiciado no inquérito que investiga o vazamento de informações sigilosas dos gastos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Ao sair do depoimento, José Aparecido não quis falar com a imprensa. A única informação dada pelo advogado dele, Luís Maximiliano Telesca, é de que foram positivos os esclarecimento dados à PF. "Foi um bom depoimento".

Todas as informações prestadas estão sob sigilo de Justiça e a cópia do depoimento, tanto de José Aparecido quanto de André Fernandes - assessor assessor do senador Álvaro Dias, acusado de ter recebido as informações, vão ser encaminhados ainda hoje à CPMI dos cartões corporativos. Segundo a assessoria da PF, José Aparecido teria respondido a todas as perguntas.

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br