Página Inicial   >   Notícias

Acidente com vôo da TAM Parentes de pedem esclarecimentos ao Ministério Público

23/03/2009 por Agência Brasil
Os parentes das vítimas do acidente da TAM, que matou 199 pessoas em 17 de julho de 2007, reuniram-se dia (21) com o procurador da República Rodrigo de Grandis para entender como está o inquérito sobre a tragédia. No momento, o inquérito está sendo conduzido pela Polícia Federal, embora inicialmente o desastre tenha sido investigado Polícia Civil de São Paulo, onde ocorreu o acidente.

Segundo Grandis, a PF já possui quatro laudos técnicos sobre a tragédia. Até então, a Polícia Civil tinha apenas um. "Acredito que o inquérito deve ser concluído nos próximos seis meses, porque já está em fase final. A partir daí, o Ministério Público Federal decidirá como proceder", disse.

Para o presidente da Associação das Famílias e Amigos das Vítimas do Vôo TAMJJ3054 (Afavitam), Dario Scott, a presença do procurador foi importante para esclarecer as principais dúvidas dos parentes. "Nosso objetivo agora é trazer informação para todos".

Comentários

© 2001-2020 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br