Página Inicial   >   Notícias

Um drama antigo Menor potencial ofensivo leva STF a negar extradição para Reino Unido

19/12/2008 por ASCOM-STF

Por envolver ato considerado de menor potencial ofensivo, por unanimidade o Supremo Tribunal Federal (STF) negou o pedido de extradição (EXT 1145) de Adrian Clive Hayward, feito ao Brasil pelo governo do Reino Unido. A decisão foi tomada no final da sessão desta quinta-feira (18).

O ministro Celso de Mello, relator do pedido, disse em seu voto que Adrian é acusado por lesões corporais e por porte de arma - uma chave de fenda, frisou o ministro. Para o decano da Corte, o Supremo deveria levar em conta, neste caso, o menor potencial ofensivo do delito e negar o pedido de extradição.

Celso de Mello lembrou que no tratado entre os dois países está prevista cláusula exatamente fazendo referência a atos de menor potencial ofensivo. O ministro votou pela rejeição do pedido, acolhendo o parecer do Ministério Público Federal, determinando a expedição de alvará de soltura em nome de Adrian Clive Hayward, para que o estrangeiro seja posto em liberdade, se não se encontrar preso por outro motivo.

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br