Página Inicial   >   Notícias

TRÁFICO Mantida prisão de comissário suspeito de atuar como segurança de traficante

02/02/2015 por ASCOM-TJ/SC

A 2ª Câmara de Direito Público do TJ deu provimento ao recuro de uma senhora que pleiteava o recebimento de pensão do INSS pela morte de seu filho. No primeiro grau fora considerado que a pensão apenas daria um melhor padrão de vida aos pais do falecido, mas não foi esse o entendimento da câmara.

O desembargador Sérgio Roberto Baasch Luz, relator da apelação, afirmou que os pais do jovem, morto em acidente de trabalho, dependiam financeiramente do filho. Idosos, trabalhadores no campo e aposentados do INSS, juntos não chegavam a receber R$ 1 mil. Testemunhas também confirmaram a contribuição de mais de 90% do salário do filho para os pais. Para o desembargador, a dependência econômica foi suficientemente comprovada nos autos. A decisão foi unânime (Apelação Cível n. 2011.062668-8).

Responsável: Ângelo Medeiros - Reg. Prof.: SC00445(JP)

 

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br