Página Inicial   >   Notícias

impeachment Lugo estuda recorrer à Corte Interamericana de Direitos Humanos

28/06/2012 por Agência Brasil

 Brasília – O ex-presidente do Paraguai Fernando Lugo analisa a possibilidade de denunciar à Corte Interamericana de Direitos Humanos a forma como foi conduzido o processo de impeachment que o tirou do poder. O argumento que será levado à Corte pelos advogados do presidente Lugo é que houve violação de direitos humanos por falta de um processo justo e de direito de defesa. O processo que levou ao impeachment de Lugo durou dois dias.

 

“Vamos fazer a demanda, se for possível, diante das cortes internacionais”, disse Lugo. Contudo, seus colaboradores políticos consideram praticamente impossível que ele volte à Presidência da República. O próprio Lugo informou, anteriormente, que está analisando a possibilidade de ser candidato ao Senado nas eleições do ano que vem.

 

Depois de deixar a Presidência, Lugo constituiu um gabinete de governo paralelo e se reúne todos os dias com seus colaboradores políticos.

 

O processo de impeachment que levou à queda de Lugo ocorreu uma semana depois que o Congresso abriu um processo contra ele, alegando mau desemprenho na Presidência da República.

 

*Com informações das agências públicas de notícias Telam, da Argentina, e IP Paraguay, do Paraguai
Edição: Nádia Franco

Roberta Lopes*
Repórter da Agência Brasil

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br