Página Inicial   >   Notícias

Patrimônio do estado Justiça Federal anula doação de convento à Fundação José Sarney

16/06/2009 por Agência Brasil

Brasília - A Justiça Federal decidiu anular a doação do Convento das Mercês, em São Luís, à Fundação José Sarney, ao declarar inválida a legislação estadual que regulamentou o registro da propriedade. O imóvel agora será reincorporado ao patrimônio público do estado, em atendimento a pedido do Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA). Segundo o MPF, anular a doação significa respeitar e resguardar o patrimônio público e social.

A doação  do imóvel ocorreu em 1990 e foi confirmada três anos depois por lei aprovada na Assembleia Legislativa do Maranhão. Entretanto, um decreto-lei federal, assinado em 1937, impede que bens tombados pela União sejam doados a qualquer entidade de direito privado.

"A Lei Estadual 5.007, de abril de 1990, ratificada pela Lei 5.765, em 1993, pela Assembleia Legislativa, autoriza a doação tratada. Mas está em completa discordância com a lei federal vigente (Decreto-Lei 25/37) que proíbe a doação de bens tombados a entidades privadas", ressaltou na decisão o juiz Nelson Loureiro dos Santos.

A área do convento, um dos principais pontos turísticos de São Luís, foi tombada em 1974 pelo Patrimônio Histórico da União. São mais de 5 mil metros quadrados de área construída e 7 mil de área livre.

No local funciona há 15 anos a Fundação da Memória Republicana, com acervo de 220 mil documentos, 37 mil livros e documentos privados do ex-presidente da República José Sarney, juntados desde 1952. Há ainda fotografias, slides,  cópias de 70 mil cartas dirigidas pelo povo ao ex-presidente, peças, pinturas e gravuras de artistas contemporâneos.



Edição: Nádia Franco

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br