Página Inicial   >   Notícias

CASO RENNÉ SENA Justiça anula júri que absolveu Adriana Almeida

10/04/2014 por ASCOM/ TJRJ

 Os desembargadores da 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, por unanimidade, decidiram anular, nesta quinta-feira, dia 10, o julgamento que absolveu a cabeleireira Adriana Ferreira de Almeida, acusada de participar do assassinato do milionário da Mega-Sena Renné Senna em janeiro de 2007.

O Conselho de Sentença do Tribunal do Júri de Rio Bonito, Região Metropolitana do Rio, absolveu Adriana em dezembro de 2011. Os outros três acusados que foram julgados junto com Adriana, Janaína Silva de Oliveira da Costa, Ronaldo Amaral de Oliveira e Marco Antônio Vicente também foram absolvidos.

Renné foi morto com quatro tiros no dia 7 de janeiro de 2007 em um bar em Rio Bonito. Dois anos antes, ele havia ganhado R$ 51,8 milhões em um sorteio da Mega-Sena.

Tags: Júri

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br