Página Inicial   >   Notícias

programa Começar de Novo Jovens que cumprem medidas socioeducativas no Rio atuarão como gandulas em jogos estaduais

20/01/2010 por Agência Brasil
Cerca de 100 jovens que cumprem medidas socioeducativas no Rio de Janeiro vão atuar como gandulas nas partidas de futebol durante o campeonato estadual deste ano. No jogo de hoje (20), quando Bangu e Fluminense se enfrentam, dois desses adolescentes farão sua estreia no estádio do Maracanã.

A iniciativa faz parte do programa Começar de Novo, lançado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para beneficiar adolescentes em conflito com a lei, presidiários e egressos. O projeto carioca deve ser estendido também à Copa de 2014 e aos Jogos Olímpicos de 2016.

A pedagoga Rosane Braga, da gerência de Projetos do Departamento Geral de Ações Sócio-Educativas (Degase), ligado ao governo do Rio de Janeiro, informou que para serem contemplados, os jovens precisam ter direito à semiliberdade e apresentar bom rendimento nas atividades escolares. Ela acredita que a oportunidade ligada ao esporte possa ajudar no processo de ressocialização.

"Por meio do projeto, eles são apresentados a novas possibilidades. Aprendem sobre regras, disciplina e limites. É um grande incentivo para que esses jovens não voltem a cometer infrações, percebendo que são importantes em uma atividade social", destacou.

Segundo a pedagoga, a expectativa de participar da atividade motiva os possíveis gandulas.

"Eles ficam muito animados e querem participar. E é nessa hora que os critérios que usamos para selecioná-los precisam ser conhecidos, com regras bem claras para que possam dar resultado", afirmou.

Atualmente, cerca de 900 jovens cumprem medidas socioeducativas no Degase. Entre as infrações mais comuns estão pequenos furtos e ligação com o tráfico de drogas.


Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br