Página Inicial   >   Notícias

Golpe Jovem que forjou o próprio sequestro é condenada por extorsão

22/11/2010 por ASCOM-TJ/DF
O juiz da 3ª Vara Criminal do TJDFT condenou Antônia Jéssica Gonçalves Evangelista por forjar o próprio sequestro à pena de 6 anos de reclusão, em regime semi-aberto. Antônia Jéssica foi denunciada pelo MPDFT como incursa no crime de extorsão, art. 158 do Código Penal, por tentar extorquir a mãe por telefone, exigindo o pagamento de 8 mil reais por seu resgate.

Consta da denúncia do MP que: "No dia 19 de outubro de 2009, por volta das 7h30, na cidade de Brasília, a denunciada de forma voluntária e consciente, constrangeu Vanusa Gonçalves Evangelista, sua genitora, mediante grave ameaça, com o intuito de obter vantagem econômica indevida para si, consistente na exigência do pagamento de 8 mil reais, que deveriam ser depositados em uma conta do Banco do Brasil, a título de resgate. Em seguida, enviou mensagem para o celular da mãe, cujo texto continha ameaças contra sua vida caso o resgate não fosse pago."

Apavorada, Vanusa informou o sequestro à polícia, que após algumas diligências descobriu Antônia Jéssica hospedada em uma pousada na Asa Norte. Com ela, foram encontrados, além de uma mochila com material escolar, dois telefones celulares e um cartão magnético do Banco do Brasil em nome de Antônia Evangelista.

O juiz, ao sentenciar o processo, considerou incontroversa a materialidade do crime de extorsão em sua forma consumada. Embora o resgate não tenha sido pago, para o magistrado, a ré preencheu todos os elementos do tipo criminal ao constranger e ameaçar a vítima com o objetivo de obter indevida vantagem econômica.

Antônia Jéssica, que respondeu ao processo em liberdade, terá direito de recorrer da sentença também em liberdade.

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br