Página Inicial   >   Notícias

Ambulante é indenizado Falta de luz causou prejuízo

14/07/2011 por ASCOM/ TJRJ
Reinaldo Nunes da Silva, churrasqueiro ambulante em São Gonçalo, receberá da Ampla R$ 8 mil de indenização, por danos morais e materiais, da Ampla.  Ele  gastou R$ 2 mil em carne e frango para vender durante o "Sertanejo"e;s Festival", que acabou não ocorrendo por falta de energia na área do evento.  Toda a mercadoria se deteriorou. Além disso, também alugou um espaço para preparar e vender seus produtos. A decisão da primeira instância foi reformada pela 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio.

Segundo a relatora da decisão, desembargadora Cristina Tereza Gáulia, houve falha na prestação do serviço. "e;É fato público e notório de que na localidade há reiterada interrupção no fornecimento de energia. A prestação de serviço público deve ser eficiente e contínua, eis que se trata de serviço essencial"e;, explicou a magistrada. 

"e;O dano moral é decorrente dos aborrecimentos e frustração suportados pelo autor, que, ademais, restou impedido de participar do evento para o qual se programara, o que causou transtornos em sua vida pessoal, financeira e laborativa"e;, ressaltou a relatora.  Ainda cabe recurso da decisão.

Processo nº 0023633-56.2009.8.19.0087

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br