Página Inicial   >   Notícias

Durante prova de concurso Estácio de Sá terá que indenizar candidata por queda de passarela

13/04/2009 por Carta Forense

A Universidade Estácio de Sá terá que pagar R$ 12 mil por dano moral a uma candidata por desabamento de uma passarela durante prova de concurso público. A queda ocorreu no campus da Barra e feriu várias pessoas. A decisão é da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio.

A autora da ação, Lizandra Leite, alega que, em função do ocorrido, foi submetida a uma cirurgia de emergência para a colocação de sete parafusos e uma placa no tornozelo da perna esquerda, já que parte de seu corpo fora soterrado pelos escombros da passarela. Em razão dos sofrimentos sofridos, fora declarada incapacitada para o trabalho pelo INSS, passando a receber o auxílio-doença, e impedida de freqüentar as aulas do curso universitário por cerca de um ano.

No acórdão dos desembargadores, foi mantida a sentença da 33ª Vara Cível da Capital, que previa também o pagamento de indenização pelos danos materiais causados, como gastos com medicamentos e despesas com transporte, e da cirurgia da autora, no valor de R$ 1.980,00. De acordo com a relatora do processo, desembargadora Mônica Maria Costa, o quantum indenizatório foi fixado de forma adequada e proporcional.

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br