Página Inicial   >   Notícias

Continua no STF Ellen Gracie perde vaga no Órgão de Apelação da OMC para candidato mexicano

25/05/2009 por Agência Brasil
O Brasil perdeu a vaga que disputava no Órgão de Apelação da Organização Mundial do Comércio (OMC). A ministra Ellen Gracie, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), havia sido indicada pelo governo brasileiro para substituir o também brasileiro Luís Olavo Baptista, que deixou o órgão no começo do ano.  

Hoje (25), em Genebra, o mexicano Ricardo Ramirez, ex-conselheiro do ministro da Economia do México, foi anunciado como novo juiz do Órgão de Apelação - última instância decisória da OMC no caso de contensiosos comerciais.

A informação ainda não anunciada pelo Itamaraty. Entretanto, o STF confirmou a decisão. A escolha pelo mexicano teria sido uma opção geoeconômica - Ramirez contava com o apoio dos Estados Unidos, da China e de alguns países europeus. Ellen Gracie continuará exercendo suas funções como ministra do STF.

No ano passado, Ellen Gracie era a preferida do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para disputar uma vaga na Corte Internacional de Justiça, em Haia. O governo brasileiro acabou indicando, no entanto, Antônio Augusto Cançado Trindade, juiz da Corte Interamericana de Direitos Humanos.

Nas últimas semanas, para justificar a opção brasileira por não indicar um candidato à direção-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação a Ciência e a Cultura (Unesco), o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, vinha reafirmando que as prioridades do governo brasileiro eram as candidaturas de Ellen Gracie à OMC e da cidade do Rio de Janeiro às Olimpíadas de 2016.

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br