Página Inicial   >   Notícias

BANCÁRIO Banco é condenado a indenizar cliente por aplicar seu dinheiro sem autorização prévia

09/03/2016 por ASCOM-TJ/SC

A 1ª Câmara Civil do TJ confirmou condenação imposta a uma instituição financeira que desviou R$ 50 mil da conta de um cliente para, a seu bel prazer, fazer aplicação no mercado financeiro sem autorização.

A movimentação clandestina, consequentemente, fez com que o saldo do cliente ficasse negativado. Com isso, além de perder rendimentos, o cliente ainda teve que suportar a incidência de juros sobre a utilização do chamado "cheque nobre".

O banco, ao não comprovar anuência para tal movimentação, foi condenado a pagar danos materiais no valor de R$ 21 mil reais em benefício do cliente, uma empresa do ramo têxtil localizada no Vale do Itajaí.O desembargador Domingos Paludo, relator do acórdão, manteve a sentença também na parte em que esta negou supostos danos morais suportados pelo cliente. 

Por se tratar de pessoa jurídica, explicou, a empresa deveria comprovar abalo de sua imagem perante o mercado por conta da transação espúria, fato que tão somente argumentou. A decisão foi unânime (Apelação Cível n. 2015.053987-5).

 

Tags: Bancos

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br