Página Inicial   >   Notícias

Em nota Arruda nega acusação de recebimento de R$ 3 milhões de propina

22/12/2009 por Agência Brasil
O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido), divulgou hoje (19) nota em que "repele com veemência" a acusação de que teria recebido R$ 3 milhões de propina de seu ex-secretário Durval Barbosa. A nota é assinada pelo advogado de Arruda, José Gerardo Grossi.

Em depoimento ao Ministério Público, Durval Barbosa teria dito que pagou o dinheiro a Arruda como propina relacionada a contratos de informática.

"O governador José Roberto Arruda repele com veemência as acusações feitas por um indivíduo que já responde na Justiça a 32 processos e terá que responder criminalmente a acusações infundadas, irresponsáveis e caluniosas que vêm fazendo", diz a nota.

O documento afirma ainda que Arruda aguarda que a Justiça restabeleça a verdade dos fatos. "Tudo mais é calúnia", acrescenta.

A denúncia do suposto esquema de corrupção que envolve o governo do Distrito Federal, deputados distritais e empresas da cidade foi feita pela Polícia Federal que, no fim de novembro, deflagrou a Operação Caixa de Pandora.

Comentários

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br