Página Inicial   >   Entrevistas

Entrevista - Concursos Minha trajetória nos concursos - Delegada de Polícia

02/03/2016 por Fabiana Rossi Valia

 

Em que momento decidiu se enveredar pelos concursos públicos?

 

Começo dizendo que minha história é um pouco diferente da maioria dos “concurseiros”. Durante toda minha graduação sonhei em ser delegada de polícia. A carreira sempre me fascinou e, inclusive, me serviu de motivação para cursar direito. Contudo, às vezes a vida nos leva a outros rumos e somos obrigados a deixar nossos sonhos um pouco de lado. E foi exatamente o que ocorreu comigo. Formei-me em 2004 e, após advogar brevemente na área de direito imobiliário, fui aprovada e ingressei no meu primeiro concurso público para o cargo público de especialista de proteção e defesa do consumidor, na fundação procon/sp, onde permaneci por 05 anos, após os quais ingressei no meu segundo concurso público para o cargo de escrivã de polícia da Polícia Civil do Estado de São Paulo, em que o alcancei a aprovação em lugar.

é fato que A estabilidade financeira que um cargo público nos proporciona traz, sem dúvidas, muitos benefícios, mas, em contrapartida, nos conduz a uma espécie de comodismo profissional. entretanto, aquele sonho de ingressar na carreira de delegada de polícia ainda permanecia latente dentro de mim. e, a certa feita, em meados de 2013, tomei conhecimento de que havia sido autorizado o concurso para delegado de polícia. Algo dentro de mim dizia para eu tentar.

 

Quando iniciou seu preparo? Qual metodologia usou?

 

Ao tomar conhecimento de que havia sido autorizada pelo governo a realização do concurso de delegada de polícia, Imediatamente, procurei informações com colegas sobre qual seria o melhor curso a me auxiliar nessa jornada e, acertadamente, me foi recomendado o Curso Depol, especialista no concurso de delegado de polícia. Realmente, quando tem que ser, o universo conspira. foi uma excelente escolha. Após longos anos, retomei meus estudos nos bancos da sala de aula do depol. Era o meu primeiro concurso de delegado de polícia que prestava. A insegurança de “marinheira de primeira viagem” era grande, mas o sonho antigo de ser delegada de polícia me dava muito ânimo de estudar cada vez mais, por  horas e horas, dia após dia, mesmo após uma longa e cansativa jornada de trabalho, pois, além de toda a dedicação ao estudo, tinha que honrar minhas obrigações profissionais. E a primeira vitória veio. Passei na 1ª fase do concurso, fase preambular, obtendo, inclusive, uma excelente pontuação. E as demais fases se sucederam com êxito (fase escrita e fase da prova oral), sempre com muita dedicação e muito, muito estudo.

 

Quanto tempo demorou para ser aprovada no primeiro concurso?

 

Posso dizer, com absoluto orgulho, que fui aprovada no meu primeiro concurso de delegado de políca de são paulo que prestei. Minha trajetória de estudo não foi muito longa, mas sim muito intensa. desde a publicação do edital do concurso até a fase oral do concurso decorreu mais ou menos 1 ano e meio. Eu simplesmente mergulhei nos estudos, minha rotina basicamente era trabalho, cursinho e estudo.

 

Como traçou seus focos em relação às carreiras? 

 

Meu foco sempre foi traçado em cima do edital do concurso que prestaria. Faço o download do edital e me debruço no estudos das matérias. particularmente, acho importante o auxílio de um bom cursinho especializado. No meu caso, o Curso Depol foi  de grande importância na minha preparação para o concurso de delegada de polícia, principalmente pelo fato de todos os professores já serem delegados de polícia.

A senhora sofreu alguma cobrança de familiares e amigos pelo resultado pretendido?

 

Não. Muito pelo contrário, minha família me apoiou incondicionalmente. a minha aprovação no concurso foi motivo de muito orgulho de todos, principalmente de minha mãe, minha maior incentivadora.

 

Como conseguiu conciliar a carreira de escrivã e o preparo para os concursos de Delegada?

 

Hoje sei que não é fácil conciliar o estudo com o trabalho, principalmente, com a carreira de escrivã de polícia, em que temos um trabalho em grande quantidade e com riqueza de detalhe, que exige muita atenção. O escrivão é basicamente o braço direito do delegado dentro da polícia civil. é uma carreira muito bonita e gratificante, mas, ao mesmo tempo, muito desgastante.

No meu caso, trabalhava o dia inteiro de segunda a sexta feira, saia do trabalho, ia para o cursinho e lá permanecia estudando até 23 horas. aos finais de semana, estudava o dia inteiro. Tinha que recuperar a falta de tempo da semana. vi meus colegas que só estudavam (não trabalhavam) e sempre tinha a impressão de estar em flagrante desvantagem e de fato estava, pois infelizmente meu tempo era dividido entre o trabalho e o estudo.

 

Quais as principais funções de um Delegado de Polícia?

 

Acredito que esta pergunta possa ser resumida em uma linha: O delegado de polícia é um grande pacificador de conflitos.

Nas palavras do nobre ministro do stf, celso de melo, o delegado de polícia é o primeiro garantidor da legalidade e da justiça.

 

Qual sua expectativa em assumir a carreira de Delegada?

 

Minhas expectativas em, enfim, assumir o cargo de delegada de polícia são as melhores possíveis. pretendo exercer meu cargo com muita honestidade, respeito à instituição da qual já me orgulho em fazer parte. pretendo atender a sociedade com muita seriedade e contribuir para diminuição da criminalidade que infelizmente assola nosso estado.

 

Gostaríamos de saber como é ser policial e mulher? Há obstáculos?

 

O machismo infelizmente ainda existe, mas posso dizer que é em menor escala e de forma menos ostensiva. tudo dependerá da sua postura. olhares indiscretos, piadinhas e brincadeirinhas de duplo sentido ainda existem, mas basta saber lidar da forma correta, sem se mostrar indelicada, mas também sem aceitar qualquer desrespeito dos colegas. no meu caso, nunca existiu qualquer obstáculo no desempenho de minhas funções como escrivã, até porque a mulher cada vez mais vem ocupando cargos na polícia civil. hoje o efetivo feminino é considerável.

 

Quando um acadêmico ou bacharel toma a decisão de ingressar numa carreira pública, qual o primeiro passo a ser dado?

 

acredito que seja definir em qual carreira  pretende ingressar e focar nesta. hoje não dá para “atirar para todos os lados”, ora prestando para magistratura, ora para ministério público e ora para delegado, por exemplo. Cada carreira tem suas especificidades que merecem ser aprofundadas.

O segundo passo seria escolher um cursinho para auxilia-lo na jornada. no meu caso, fui muito feliz em escolher o depol. logicamente, apenas frequentar o curso sem estudar não o levara a lugar algum, mas o cursinho sem sombra de dúvidas lhe dará um norte para os estudos.

 

O que deve esperar o concursando na hora de optar pela carreira na Polícia Judiciária?

 

Deve esperar um concurso muito extenso, com muitas fases. além do preparo jurídico para as fases preambular, escrita e oral, todas eliminatórias, os concursos da polícia civil também contam com o teste de aptidão psicológica  e com o temido teste de aptidão física que requererá muito treinamento e preparo físico para  realização de exercícios do tipo barra fixa, flexão de braço, abdominal e corrida, todos com tempo e repetições mínimas estabelecidas no edital. detalhe: também de caráter eliminatório.

 

Comentários

BEM-VINDO À CARTA FORENSE | LOG IN
E-MAIL:
SENHA: OK esqueceu?

FABIANA ROSSI VALIA

Fabiana Rossi Valia


Escrivã de Polícia e aprovada no último concurso para Delegada de Polícia do Estado de São Paulo.

NEWSLETTER

Receba nossas novidades

© 2001-2017 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br