Página Inicial   >   Colunas

CRÔNICAS FORENSES Heranças Italianas

03/07/2015 por Roberto Delmanto

O conceituado advogado, neto de italiano que no início do século passado, muito jovem, emigrara para o Brasil, localizou pela internet alguns parentes do avô que viviam na Campagna, uma das mais belas regiões da Itália.

 

Em viagem a Europa durante a primavera, ele e o filho, também advogado, decidiram procurá-los na pequena cidade, próxima a Sorrento.

 

Conseguindo encontrar a casa, identificaram-se aos parentes, mas, para sua surpresa, foram recebidos com extrema frieza.

 

Quando, porém, ambos disseram que estavam financeiramente muito bem em nosso país e que nada tinham vindo reivindicar, desejando apenas conhecê-los, o clima mudou por completo.

 

Foram convidados para o almoço do dia seguinte, que foi servido, como de costume, no jardim, com muito antipasto, pasta e vino del paese, ao som da tarantella...

 

O promotor e a esposa resolveram visitar, perto de Nápoles, um castelo que no século retrazado pertencera à família dela, fora expropriado pelo governo que nada pagara por ele e agora estava aberto à visitação pública.

 

Durante a visita guiada, encantado com a beleza e a riqueza do histórico prédio, o membro do parquet comentou, em italiano, que ele tinha sido de propriedade do tataravô da esposa e que pretendia verificar se não teriam algum direito sobre o mesmo.

 

Foi quando o guia, chamando-o de lado, aconselhou-o a mudar de assunto, pois o castelo há muitos anos pertencia a conhecida organização criminosa.

 

Sábia e prudentemente, o promotor não só parou incontinenti de falar a respeito, como decidiu encerrar mais cedo a visita, saindo de fininho com a mulher...

 

Meu saudoso irmão e sócio de escritório Celso certa vez foi até a cidadezinha de Zoppi, na província de Salerno, no sul da Itália, onde nascera nosso avô paterno, para ver se descobria alguns parentes.

 

Achou-os e foi otimamente recebido, mesmo porque, sendo tudo muito modesto no paese de poucas ruas, nada havia que pudesse ser pleiteado ou dividido...

Comentários

BEM-VINDO À CARTA FORENSE | LOG IN
E-MAIL:
SENHA: OK esqueceu?

ROBERTO DELMANTO

Roberto Delmanto

Advogado criminal, é autor dos livros Código Penal Comentado, Leis Penais Especiais Comentadas, O Gesto e o Quadro, A Antessala da Esperança, Momentos de Paraíso-memórias de um criminalista e Causos Criminais, os quatro primeiros pela Saraiva e os demais pela Renovar”

NEWSLETTER

Receba nossas novidades

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br