Página Inicial   >   Colunas

CRÔNICAS FORENSES AS CALÇAS DO ADVOGADO

02/05/2018 por Roberto Delmanto

Com o passar dos anos, homens e mulheres tendem a engordar: os primeiros principalmente na cintura, as segundas sobretudo nas nádegas.

 

O advogado nunca fora propriamente gordo, estando quase sempre apenas um pouco acima do peso. Ao se aproximar dos setenta anos, o peso aumentara, embora não chegasse à obesidade.

 

A dieta, antes feita com facilidade, se tornara mais difícil, inclusive o abandono de um bom vinho no jantar.

 

Não querendo usar suspensórios, que julgava humilhantes, significando uma derrota final para o sobrepeso, passou a controlar o cinto, adaptando-o às suas necessidades.

 

Quando, ao se sentar, a barriga se projetava para frente, afrouxava um pouco o cinto e, antes de se levantar, o apertava. Tudo com a maior discrição possível, esperando que ninguém notasse a “manobra”.

 

Certo dia, reunido em seu escritório com dois estagiários, ao se levantar esqueceu de apertar o cinto, e suas calças literalmente caíram. Os três riram muito, e também sua mulher quando, à noite, veio a saber do ocorrido, pois, há tempos, o vinha advertindo do excesso de peso.

 

Por sorte, o hilário episódio não ocorreu em um restaurante, em uma audiência, ou, ainda, em uma reunião com algum cliente, notadamente se fosse novo, a quem desejasse causar boa impressão.

 

A partir desse dia, o advogado iniciou, enfim, o tão adiado regime. E, enquanto este não fazia o desejado efeito, passou a ter mais cuidado com o cinto ao se levantar...

Comentários

BEM-VINDO À CARTA FORENSE | LOG IN
E-MAIL:
SENHA: OK esqueceu?

ROBERTO DELMANTO

Roberto Delmanto

Advogado criminal, é autor dos livros Código Penal Comentado, Leis Penais Especiais Comentadas, O Gesto e o Quadro, A Antessala da Esperança, Momentos de Paraíso-memórias de um criminalista e Causos Criminais, os quatro primeiros pela Saraiva e os demais pela Renovar”

EDIÇÃO DO MÊS

Crimes Sexuais - aspectos atuais

NEWSLETTER

Receba nossas novidades

© 2001-2018 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br