Página Inicial   >   Colunas

CRÔNICAS FORENSE A antesala da esperança o leito carroçável e sua majestade

01/07/2009 por Roberto Delmanto

Tarcísio Germano de Lemos, famoso criminalista de Jundiaí, orador notável, de grande cultura e ilibada reputação, tem merecido conceito que ultrapassa os limites do Estado de São Paulo.


Em seu delicioso livro de memórias Eu e Petronilha (Editora Literarte, 2003), seus ex-discípulos dão o testemunho de  episódios que emolduram seu caráter e mostram a alegria que marca sua vitoriosa trajetória profissional.


rei.jpg - 25,03 KB



Uma de suas características mais marcantes é, segundo eles, o modo sempre otimista e humano com que recebe os que o procuram para defendê-los. Daí porque, a sala de espera de seu escritório é chamada de antesala da esperança...Outra característica é a maneira pela qual trata os clientes, jamais diferenciando entre ricos e pobres. 


Um desses últimos, pessoa das mais simples, foi processado criminalmente por um acidente de trânsito em que se envolvera. Por ocasião de seu interrogatório judicial - que até recentemente era feito em primeiro lugar - ao lhe ser lida pelo juiz a denúncia, elaborada em linguagem elegante pelo Promotor da Comarca, custou a entender o que significava leito carroçável, pois, para ele, leito era onde se dormia e carroçável, por onde passavam as carroças...


Na audiência de instrução e julgamento desse processo, realizada após alguns meses, foram ouvidas todas as testemunhas de acusação e, depois, começaram a ser inquiridas as de defesa. A audiência se prolongava e o simplório réu necessitava ir ao banheiro.


Não sabia, entretanto, como dirigir-se ao juiz para pedir-lhe permissão, já que uns o chamavam de meretíssimo, outros de excelência ou de doutor juiz...

O tempo se passava, a vontade ia aumentando, mas a solenidade da audiência e a seriedade do magistrado o inibiam. Foi quando, repentinamente, não aguentando mais, interrompendo as perguntas que eram feitas a uma das testemunhas, perguntou ao juiz em alto e bom som: "Vossa Majestade dá licença de eu ir ao banheiro?"


A gargalhada, inclusive do juiz, foi geral, e Sua Majestade, é claro, concedeu-a de imediato...

  

Comentários

BEM-VINDO À CARTA FORENSE | LOG IN
E-MAIL:
SENHA: OK esqueceu?

ROBERTO DELMANTO

Roberto Delmanto

Advogado criminal, é autor dos livros Código Penal Comentado, Leis Penais Especiais Comentadas, O Gesto e o Quadro, A Antessala da Esperança, Momentos de Paraíso-memórias de um criminalista e Causos Criminais, os quatro primeiros pela Saraiva e os demais pela Renovar”

NEWSLETTER

Receba nossas novidades

© 2001-2019 - Jornal Carta Forense, São Paulo

tel: (11) 3045-8488 e-mail: contato@cartaforense.com.br